quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Divagações de Uma Crise

 imagens google
            Estive pensando um pouco sobre tudo que aconteceu recentemente, e ainda assola muitas economias capitalistas mundo afora, o padrasto W, implantando a autonomia monetária, não fez seu dever de casa, dizia que o próprio mercado financeiro se auto regulamenta.
            Com total liberdade, os carnívoros bancários norte americanos, começaram a desenvolver todo tipo de empréstimo, bastava que você tivesse um documento comprovando quem você era de fato. Feitos estes empréstimos com juros absurdos, pois é de alto risco emprestar a quem não possui comprovação de renda, ainda queriam ganhar mais, fizeram papeis destas dívidas e os lançaram no mercado de ações, a famosa moeda podre.
            No entanto, não contavam com uma coisa, geralmente quem não consegue comprovar renda, é porque não a possui, e quem não possui renda, como poderá pagar dividas? Os bancos começaram a não receber altas fortunas, as dívidas cresciam assustadoramente, e os papeis lançados no mercado, todos podres, dívidas não pagas, sem valor nenhum.
            Uma multidão de endividados, uma multidão de furiosos por terem perdido dinheiro com papeis podres, todos os bancos quebrados, sem dinheiro, literalmente falidos. Capitalistas cegos que não sabem ser capitalistas.
            O atual governo norte americano já liberou alguns trilhões de dólares para socorrer os bancos depois do 4° maior banco do mundo anunciar falência, e para a compra destes papeis podres, onde apenas estes, devem chegar perto dos 3 trilhões de dólares.
            Mas, porque estou a divagar sobre isso? Já respondo:
            Confesso que gostaria de ser um débil, um ignorante, um sem instrução, pois é enlouquecedor ver que quando a máquina deste sistema está a beira do final, quando algo novo poderia surgir, quando a humanidade tem a oportunidade de evoluir, as engrenagens “são movidas” de tal maneira a utilizar todos os recursos imagináveis para suprir as necessidades deste momento, demissões em massa, corte de férias, benefícios, congelamento dos salários e contas e tanto mais, no entanto, seres humanos morem na fila de um hospital, morem de fome, desnutridos, contaminados por falta de saneamento, morrem ignorantes por não ter escola, morrem numa guerra, quando os “patrões ricos” decidem brigar para ver quem tem mais dinheiro, morrem nas favelas dominadas pelo tráfico (que por sinal é liderado também pelo capitalismo neoliberal, é assim que “eles” minam, se infiltram e destroem qualquer entidade ou organização que ameace seus interesses), mas, para realidades deste tipo, não é necessário pacotes de trilhões de dólares e valorização do trabalhador, afinal, isso não ameaça as fortunas e o poder “deles”!

5 comentários:

  1. Hey friend!
    Boa argumentação, texto não só pertinente mas tb coerente.
    Enfim estive por essas bandas (Vitória, São Mateus) gostei das praias! Como vc anda sumido rsrs não nos encontramos pra uma DEVASSA.
    Abraço e quem sabe da próxima né?
    Feliz 2001!

    ResponderExcluir
  2. Ao ponto que lia... interpretava toda a sua indignação... que também é nossa! Parabéns pela reflexão!

    ***

    BayjÖs!

    ;-D

    ResponderExcluir
  3. Hahahahha mais eu avisei sim e ainda te sugeri que convidasse pra uma DEVASSA, no seu post (SEMANA DE CÃO) que vc falava das cuecas eu fiz um comentário dizendo que passar uns dias por ae.
    Bom, quem sabe numa outra vez né!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Super necessário esse texto. Parabéns.
    Abraços
    de luz e paz

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails